Entenda a importância de uma segunda língua no seu currículo

Entenda aqui qual a importância de ter uma segunda língua no seu currículo, e como isso pode contribuir para o seu futuro profissional.

Hoje em dia, o número de empresas globais e internacionais que atuam no mercado brasileiro cresceu de forma acelerada, o que acabou mudando um pouco os requisitos para se tornar um dos melhores profissionais do mercado.

Por conta do fortalecimento das relações com os demais países do mundo através da globalização, e a constante abertura de filiais de empresas estrangeiras, algumas vagas de emprego com benefícios e salários bem interessantes, começaram a exigir um pouco mais do que a simples formação acadêmica.

As multinacionais surgiram no mundo como um todo e vieram para ficar, o que abre imensas possibilidades e oportunidades para quem quer conseguir um emprego no exterior no futuro.

Ou para quem sempre sonhou em trabalhar dentro de uma empresa internacional.

Dentro desse contexto, o mercado de trabalho acabou sofrendo algumas mudanças, principalmente quando tocamos no assunto de qualificações e habilidades que são exigidas dos profissionais.

Dentre as exigências que estão se tornando mais comuns e solicitadas, está a fluência em, pelo menos, uma segunda língua.

Para se ter uma ideia, algumas empresas, geralmente as maiores multinacionais, chegam a pedir um mínimo de fluência em dois idiomas, além do idioma principal do candidato.

É muito comum ver nas descrições de vagas com grande concorrência, em empresas gigantes, com requisitos como fluência em inglês e espanhol, em inglês e alemão e assim por diante, dependendo, principalmente, do país onde está localizada a matriz da empresa.

Por isso, hoje se tornou um grande diferencial ter uma segunda língua no currículo, tornando o reconhecimento no mercado superior, até mesmo em empresas que não colocam o segundo idioma como um pré-requisito.

Afinal, qual é a importância de uma segunda língua no mercado de trabalho?

De certa forma, saber mais de uma língua abre oportunidades gigantes para o profissional, e para a empresa como um todo.

Se você está pensando em começar a estudar uma segunda língua para concorrer às melhores vagas e se destacar, você veio ao lugar certo!

Nesse post, vamos te explicar qual é a importância de ter uma segunda língua no seu currículo, e qual é a língua que mais te ajudará a se destacar. Boa leitura!

Que ter uma segunda língua no currículo é importante, provavelmente você já sabe. Mas por qual motivo isso faz tanta diferença? Quais os benefícios e vantagens que investir em uma segunda língua pode gerar para você, e para a sua carreira profissional? É sobre isso que falaremos agora!

Bom! Em primeiro lugar, é importante ressaltar que associado ao fenômeno da globalização, que polarizou o surgimento de empresas multinacionais ao redor do mundo, e encurtou as distâncias, inclusive para trabalho, um outro fator muito relevante nos últimos tempos é o avanço da tecnologia, e a mudança nos meios de trabalho.

A cada ano que passa, é muito mais comum encontrar oportunidades de trabalho remoto, home office, e oportunidades no exterior com tudo pronto para já se mudar.

Aliado a isso, surge a questão da crescente no número de times multifuncionais, formados por pessoas que estão em regiões diferentes do globo.

Dessa forma, muitos brasileiros acabam trabalhando com equipes à distância, por exemplo, com um colega de cada país, onde cada um tem a sua própria cultura, o seu fuso horário e o seu jeitinho de trabalhar.

Por que ter uma segunda língua no currículo?

Dentro desse cenário, as pessoas precisam se comunicar, certo? Daí, a importância de possuir uma segunda língua universal.

Por outro lado, diversas posições em empresas hoje precisam lidar, diariamente, com pessoas localizadas em outros países, seja por e-mail, telefone ou WhatsApp.

Aqui, novamente, é essencial o domínio de uma segunda língua, seja a língua universal ou a língua do país de destino.

Existem muitos outros exemplos de momentos em que a segunda língua pode ser necessária dentro de uma empresa.

Mas, como um certo padrão, é possível observar que as melhores vagas e oportunidades do mercado, possuem como pré-requisito a fluência em um segundo idioma.

Isso acontece pois, geralmente, as empresas que pagam melhor são as multinacionais. Além disso, o fato de pagarem melhor, oferecer mais oportunidade de crescimento e estabilidade, elevam os requisitos para concorrer à vaga.

A verdade é que, dependendo do cargo que você quer atingir e da empresa, ter uma segunda língua pode aumentar o seu salário em até 60%. Ou seja, investir nesse conhecimento não se torna algo benéfico apenas para as empresas, mas para a sua vida profissional como um todo.

O aumento salarial é apenas uma das vantagens de ter uma língua estrangeira. Um currículo com uma segunda língua tem chances bem maiores de ser selecionado.

E o percentual de contratação desses profissionais chega a ser até 50% maior, do que o das pessoas sem uma segunda língua.

Acredito que, a essa altura, você já tenha entendido sobre a importância de dominar uma segunda língua se você quiser se destacar, e conseguir melhores oportunidades no mercado de trabalho?

Então, vamos focar nos principais benefícios que você pode ter ao obter fluência em uma segunda língua!

Aumento de networking

O networking profissional é o pilar central de quem quer crescer na carreira. Pois é fazendo networking que você conseguirá se comunicar, se conectar com estrangeiros, expandir o seu conhecimento e conseguir ótimas indicações.

Ao saber inglês, por exemplo, você pode começar a trabalhar o seu networking com pessoas de dentro da empresa, ou através de redes sociais, como o LinkedIn.

No longo prazo, essas conexões podem render ótimos acordos e parcerias, te ajudando a ir ainda mais longe.

Aumento de salário

Como já comentamos, ter uma segunda língua no currículo pode, sim, influenciar no seu salário. Principalmente se a vaga a qual você está concorrendo, coloca esse conhecimento como um requisito.

De acordo com o site da Catho, e as pesquisas realizadas por eles, os profissionais que sabem falar um segundo idioma de forma fluente, conseguem um salário cerca de 47% e 52% superior aos profissionais que não possuem a segunda língua.

Trabalho em multinacionais e oportunidades em outros países

Ter uma segunda língua no currículo, principalmente se for o inglês, abre portas gigantescas para trabalhar em empresas multinacionais pois, na maioria, a fluência é um requisito.

Sendo assim, conseguindo a fluência, você terá muito mais facilidade para conseguir uma vaga de emprego na empresa que sempre sonhou.

Além das multinacionais, um dos principais benefícios de ter fluência em um segundo idioma, é ter a oportunidade de trabalhar em outros países, criando experiência no exterior, um grande diferencial para todo o restante da sua vida profissional!

Muitas empresas oferecem oportunidades no exterior com tudo pago. Basta conseguir a vaga e ir!

Outras vivem mandando alguns profissionais selecionados para realizarem cursos no exterior, e trazer o conhecimento para aplicar na empresa.

E adivinha quem são os escolhidos nessas situações?! Exatamente os profissionais que possuem a segunda língua no currículo.

No geral, ter a segunda língua abre muitas vantagens frente aos concorrentes, e muito mais oportunidades no mercado de trabalho no mundo como um todo.

Graças ao avanço da tecnologia e à globalização, os profissionais podem alcançar patamares cada vez maiores. É uma forma de começar isso é expandindo os seus conhecimentos em idiomas!

Qual é a língua que se destaca mais no mercado de trabalho?

Sem dúvidas, a principal língua e a que mais se destaca no mercado de trabalho é o inglês.

O inglês é considerado a língua universal. Por isso, é a língua principal dentro de diversas empresas, principalmente as multinacionais. Com o passar do tempo, o inglês foi definido mundialmente como “a língua dos negócios”.

Inclusive, em negociações internacionais importantes, que reúnem diversos países, por exemplo, todos os pronunciamentos e falar são feitos no inglês, justamente para que todos os presentes e todos os espectadores saibam o que está sendo falado.

Outro exemplo são os tratados e acordos internacionais, que são sempre elaborados em inglês, independente do país onde foram escritos.

Além disso, dentro de empresas grandes como as multinacionais, é comum que os times estejam espalhados ao redor do mundo todo, e definir um padrão de linguagem acaba sendo essencial.

Essas empresas estão constantemente enviando profissionais para o exterior, com a finalidade de treiná-los. Nesses treinamentos e cursos, o inglês é a língua principal também.

No entanto, além do idioma universal, algumas empresas mais específicas podem acabar solicitando uma língua a mais, como o espanhol, francês, japonês ou alemão. Mas não se desespere com isso!

Se você está iniciando agora, focar no inglês e se aperfeiçoar cada vez mais, já é um grande começo para conseguir oportunidades cada vez maiores, e se diferenciar frente aos concorrentes. Principalmente em um país onde o inglês ainda é falado por pouquíssimas pessoas.

Depois, com o tempo, você pode e deve procurar novas línguas para aprender. Pois isso, com certeza, abrirá ainda mais portas para você!

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *