Empreendedorismo digital: O que é e como funciona?

Empreendedorismo digital

Apesar de já existir há bastante tempo, o empreendedorismo digital cresceu muito nos últimos tempos. 

A internet, sem dúvida, tem um papel fundamental nesse crescimento. Afinal de contas, com a internet mais acessível, as oportunidades de empreender digitalmente também aumentam.

Pesquisas mostram que mais da metade dos empreendedores digitais começaram suas atividades há menos de um ano, o que comprova o crescimento dessa área na atualidade. 

Afinal de contas, cada vez mais, as pessoas estão descobrindo como empreender de maneira digital e gerar renda trabalhando de onde quiser, com liberdade para escolher os próprios horários.

O que é empreendedorismo digital?

Trata-se de uma modalidade de negócios mediada por plataformas digitais, ou seja, é utilizar os meios digitais para comercializar produtos ou oferecer serviços. 

O meio digital mais usado para esse fim é a internet. Além disso, você não precisa ter um espaço físico para instalar o seu negócio.

Apesar de ter crescido exponencialmente nos últimos anos, o empreendedorismo digital já existe desde a década de 1970, pois surgiu junto com a internet. 

Evidentemente, ele aumentou conforme a tecnologia foi avançando, até chegar ao que temos hoje: um cenário que possibilita comprar produtos e contratar serviços pela internet. Hoje em dia, há até quem prefira fazer todas as suas compras pela internet.  

Pensando no aumento de oportunidades para o empreendedorismo digital, e nas vantagens de poder ter mais liberdade para trabalhar de onde quiser, e definir seus horários, elaboramos esse artigo.

Aqui, você pode acompanhar o que é necessário para se tornar um empreendedor digital, e os principais tipos existentes desse tipo de empreendedorismo.

Qual a função do empreendedor digital? 

O empreendedorismo digital tem uma série de vantagens, como oferecer melhor qualidade de vida, liberdade para gerir seu tempo, possibilidade de iniciar com pouco ou nenhum investimento, possibilidades de ganhos como renda extra, ou até como fonte principal de renda.

Mas também será preciso desenvolver algumas características para se dar bem nessa área. 

A primeira delas é ter habilidade para manusear equipamentos tecnológicos, como computador e smartphone. Bem como habilidades para trabalhar com ferramentas virtuais, pois essas serão as principais funções do empreendedor digital.

Além disso, também é preciso ter algum conhecimento sobre gerenciamento financeiro e do mercado de atuação. Pois você será o responsável tanto pela gestão financeira do seu negócio, quanto pela sua inserção no mercado. 

Por isso, é importante estar sempre por dentro da área de atuação, e prestar atenção às tendências e mudanças, para oferecer diferenciais e se destacar.

Portanto, um empreendedor digital precisa gostar de trabalhar, pois terá que fazer uma boa gestão do tempo, já que tem a liberdade de escolher seus horários. Mas também deve ter cuidado para não ficar perdido e acabar não fazendo tudo o que precisa ser feito.

Também é necessário estar preparado para lidar com adversidades, pois pode demorar um pouco para o empreendimento começar a surtir efeito, e gerar renda o bastante para se manter. 

Também podem ocorrer imprevistos ou crises. Mas isso pode acontecer em qualquer área de atuação, não é mesmo? Mesmo assim, é importante entender que o mercado digital é bem dinâmico, e é preciso estar preparado para isso.

Ter estratégia, planejamento, ousadia e facilidade de adaptação também fazem toda a diferença para o empreendedor digital.

Quais são os tipos de Empreendedorismo Digital?

Então, agora que você já sabe o que é necessário para se tornar um empreendedor digital, confira os principais tipos existentes desse tipo de empreendedorismo.

  • E-commerce

E-commerces são lojas virtuais nas quais os produtos são expostos e vendidos por meio da internet, sem necessidade de loja física. 

Esse tipo de loja tem aumentado bastante. Só em 2020, a quantidade de lojas virtuais passou da marca de 1 milhão, conforme mostram alguns estudos.

É um negócio que dá para começar bem pequeno, tendo apenas um computador com internet e produtos para comercializar. Com o tempo, o e-commerce pode crescer tanto, que a pessoa precise até mesmo montar uma equipe de trabalho.

Além disso, há a possibilidade de começar vendendo os produtos, hospedando-os em plataformas como Mercado Livre, Amazon, MagaLu, entre outras. 

Conforme a loja cresce, é possível hospedar os produtos em um site próprio, e ter a própria loja virtual na internet. 

  • Influenciador digital

Quem está antenado nas redes sociais, e conta com uma boa audiência, engajada em suas postagens, pode usar essa popularidade para empreender digitalmente

Pois as empresas fazem parcerias com pessoas que tenham esse perfil, para divulgar sua marca para grandes públicos, ou mesmo para grupos de nichos (interessados em assuntos mais específicos).

É uma forma de “vender” a sua popularidade na internet. Basta estabelecer boas parcerias para ter ganhos tanto em produtos como em dinheiro. Aliás, as marcas podem pagar bons cachês pela divulgação nas redes sociais.

  • Marketing de afiliados

O marketing de afiliados também é indicado para quem tem popularidade na internet, pois consiste em vender produtos de outras pessoas e receber comissão por isso. 

Na prática, a pessoa indica produtos ou serviços, e recebe um percentual de cada venda realizada, por meio do clique no link que divulgou. 

Por isso, é interessante para quem tem um bom público em redes sociais. Afinal, a divulgação terá um alcance maior e mais assertivo. 

  • Produtor de conteúdos

Também é possível empreender digitalmente produzindo conteúdo que possa ser de interesse para um grupo de pessoas. O conteúdo pode ser veiculado por meio de blogs de nicho, podcasts e até e-books.   

O sucesso com a produção de conteúdo pode gerar dinheiro de várias formas, como por meio da venda de algum produto, como um e-book. Ou por meio de patrocínio de empresas e marcas, que queiram anunciar no seu blog ou nos seus vídeos e podcasts.

  • Produtor de infoprodutos

O infoproduto tem a ver com a produção de conteúdo. Mas, em geral, está mais ligado à produção de um material especializado, no qual você produz um conteúdo sobre o qual é um especialista.

Assim, é possível produzir, por exemplo, e-books ou cursos online sobre assuntos que você domina.

O benefício desse tipo de empreendedorismo digital é que você investe tempo para produzir o material e, depois que começar a comercializar, passará um bom tempo lucrando com ele, sem precisar fazer mais nada. 

Afinal, além de vender seu próprio infoproduto, também é possível repassar uma comissão, para que a venda seja feita por terceiros.  

  • Produtor de aplicativos e jogos

O mercado de produção de jogos e aplicativos, também tem se mostrado bem lucrativo. Contudo, é preciso ter conhecimentos técnicos em programação, além de muita criatividade, para produzir esse tipo de material. 

Mas é uma ótima opção de empreendedorismo digital para quem tem domínio nessa área.

  • Consultoria

Também é possível empreender digitalmente oferecendo serviços de consultoria na sua área de atuação. 

Ou seja, a pessoa usa a experiência e os conhecimentos que possui, para ajudar outras pessoas a desenvolverem habilidades. Esse serviço pode ser executado totalmente de forma digital, ou também pode mesclar meios digitais e físicos.

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *