Veja os cursos superiores mais procurados e suas áreas de atuação

Em janeiro deste ano o site Agência Brasil informou acerca do número recorde de inscritos no Sistema de Seleção Unificada – SISU: foram 993.311 estudantes somente no primeiro dia de registros. Como cada estudante pode se inscrever em até dois cursos, até o momento já foram registradas 1.870.751 inscrições. “O número é mais do que o dobro do ano anterior, quando fechamos em 492 mil inscritos”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraubem rede social. 

Em relação aos cursos mais procurados, não se percebe grande diferença. O curso de Medicina tem o maior número de alunos por vaga, seguido por Psicologia, Direito e Odontologia. O curso de Administração, Pedagogia e Ciências Biológicas não estão entre os mais concorridos.

Os estados com mais vagas disponíveis são Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Paraíba.

Tal constatação integra o Mapa do Ensino Superior no Brasil de 2020, realizado pelo Censo da Educação Superior de 2018.

De acordo com o Portal do MEC, o Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Inep, é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as instituições de educação superior (IES) que ofertam cursos de graduação e sequenciais de formação específica, além de seus alunos e docentes.

O Censo da Educação Superior utiliza as informações do cadastro do Sistema e-MEC, em que são mantidos os registros de todas as IES, seus cursos e locais de oferta. 

Segundo informações do Censo da Educação Superior, em relação às vagas, em 2019, são ofertadas 16.425.302 vagas de graduação, sendo 94,9% privadas e 5,1% públicas. Do total geral de vagas, 63,3% são ofertadas a distância, as demais (36,7%) são ofertadas presencialmente. 

Na categoria privada, a maioria das vagas é ofertada na modalidade a distância (66,0%) e, diferentemente, na categoria pública, a maioria das vagas é presencial (87,6%). Além disso, quanto ao tipo de vaga, verifica-se a seguinte distribuição: 71,6% de vagas novas, 27,8% de vagas remanescentes e 0,6% de vagas de programas especiais. https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadores/resumo_tecnico_censo_da_educacao_superior_2019.pdf

Quais são os cursos superiores mais procurados?

Direito: 862,3 mil matrículas:  curso no qual o estudante atua como advogado, promotor, juiz ou dar aulas, dentre outras ocupações. Para tanto, é preciso também obter o título da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Administração: 711 mil matrículas: o curso prepara o estudante para trabalhar em empresas. Além disso, o curso também permite ao estudante que atue na área de recursos de uma organização, bem como no departamento Financeiro, Comercial ou Logística.

Engenharia Civil: 360,4 mil matrículas: o profissional irá elaborar, conduzir e realizar obras e projetos como casas, pontes, ruas, avenidas, estradas e grandes edificações. 

Enfermagem: 273, 4 mil matrículas: as atribuições deste profissional são prevenir, promover, proteger e restabelecer a saúde das pessoas, trabalhando em parceria com outros profissionais do setor. O profissional compreende o estado de saúde do paciente e tomar decisões adequadas e éticas, mantendo o compromisso de atualização e educação permanente. Além disso, o enfermeiro também auxilia em cirurgias, atua em Postos de Saúde e administra medicamentos em pacientes internados.

Pedagogia: 679,3 mil matrículas: assim que formar o profissional vai atuar em educação, além de também atuar como professor dos primeiros anos do ensino fundamental na pré-escola, com as crianças bem menores, como professor ou auxiliar de sala e prepara também para as funções de suporte pedagógico, como direção, supervisão e orientação educacional.

Psicologia: 235,6 mil matrículas: o profissional que atua em consultórios, hospitais, bem como diagnostica, previne,  e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. É o profissional qualificado para observar e analisar as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente para ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos inadequados. Em empresas o profissional conduz processos de recrutamento e seleção.

Fisioterapia: 250 mil matrículas: assim como o educador físico, o profissional que se forma em fisioterapia  irá promover, prevenir, recuperar e reabilitar a saúde do paciente, restabelecendo sua saúde física, por meio de exercícios. 

Medicina: 1.500 matrículas: a função do médico será pesquisar as doenças e suas causas para assim poder combatê-las e curá-las. Além disso, o médico trabalha com a manutenção e a restauração da saúde. Será o médico a prevenir e curar das doenças humanas. Ele vai trabalhar com a saúde e a falta de saúde das pessoas em seus mais diversos aspectos. É o profissional que vai diagnosticar doenças, receitar medicamentos, realizar cirurgias e conduzir tratamentos variados.

Educação Física: 185, 5 mil matrículas: a atuação do profissional será na promoção de saúde e capacidade física, além disso, bem como a organização e supervisão de programas de exercícios físicos, auxiliando também na preparação de atletas de diversas modalidades esportivas. Além disso, o profissional pode atuar em academias, hotéis, empresas e ONGs, ou atuar como personal trainer.

Ciências Contábeis: 355,4 mil matrículas: o profissional vai atuar em empresa, cuidando das contas , de registro e controle das receitas, despesas e lucros. 

Arquitetura e Urbanismo: 167,3 mil matrículas: é o profissional que vai projetar e coordenar a construção de edificações, levando em conta a estética, o conforto e a funcionalidade do imóvel. 

Engenharia de Produção: 165,7 mil matrículas: é o profissional que será responsável por garantir a eficiência dos processos produtivos, além de manter baixos os custos de produção de uma empresa ou indústria.

Quais são as áreas de atuações?

Todo estudante que escolhe um curso tem como intenção uma posição no mercado de trabalho.  

Depois de passar de quatro a sete anos dentro de uma universidade, o que o estudante deseja é, quando se formar, ter o seu diploma e um espaço no mercado.

Dentre os cursos que mais empregam atualmente são: 

  • Engenharia,
  • Administração,
  • Medicina,
  • Direito, e
  • Economia.

E como ingressar no mercado de trabalho?

A busca pela inserção no mercado de trabalho é uma situação que preocupa a todos os profissionais, especialmente, aos recém-formados. 

Para os recém-formados, profissionais que ainda não têm experiência, a busca pelo primeiro emprego é sempre um momento importante.

E como sempre acontece, dar início à carreira profissional é um dos momentos cruciais na vida do profissional. 

Há dois pontos muito importantes

  • de uma lado a força, a energia e grande vontade de pôr tudo o que aprendeu em prática, e
  • de outro ultrapassar a barreira da inexperiência.

Nesse sentido, de que maneira então entrar no mercado de trabalho?

A primeira coisa é se preparar para este momento. Ou seja, se preparar para um processo seletivo, para entrevistas, na realização de provas para conquistar vagas.

E, para isso, nem sempre somente o diploma ajuda. 

O profissional deve também aprender a se comunicar, trabalhar em equipe, saber esperar sua vez, se comportar em ambientes profissionais.

Dessa forma, é preciso seguir algumas orientações, como:

  • Elaborar um currículo para primeiro emprego: como a experiência não é o forte do currículo, o profissional deve se direcionar às qualidades que possui, ao aprendizado que pode adquirir e estar aberto a novos estímulos. Que tudo isso seja descrito de maneira tranquila e natural, com a preocupação no conteúdo e na simplicidade do candidato. 
  • Primeira entrevista de emprego: antes de sentir nervoso ou embaraçado, o profissional deve causar uma boa impressão. Para isso, antes da entrevista, o profissional deve saber sobre a empresa, treinar a maneira de falar, responder às perguntas, ser pontual e agir de forma natural. A naturalidade e a sinceridade são pontos positivos numa entrevista.
  • Qualificação: ainda que a formatura seja recente, é bom que o recém-formado faça cursos de qualificação. Não somente pelo aprendizado pessoal, mas também, como o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, cursos e aprendizado nunca são demais.  
  • Desenhar um plano de carreira – metas pessoais: isso deve acontecer desde o primeiro ano do ensino superior. Dessa forma, o profissional irá traçar as metas de que precisa cumprir para o seu desenvolvimento pessoal e profissional, o que inclui a realização de cursos e participação em eventos. É uma maneira de se organizar pensando no futuro, visto que o aluno pode se preparar para entrar no mercado de trabalho ainda na época da graduação, conseguindo uma vantagem importante em relação aos outros candidatos que vão disputar uma vaga com ele.
  • Criação de um networking: ainda na graduação, já é possível, ao estudante, construir uma rede de contatos, mantendo um bom relacionamento com professores, outros colegas e até nas atividades que realiza, como o estágio ou programas de extensão.
  • Curso de idiomas são sempre bem-vindos. Certo é que os cursos de idiomas abrem portas.
  • Manter-se atualizado: é importante que o recém-profissional se mantenha atualizado com tudo que acontece no mundo e principalmente ao seu redor. Ler sempre, acompanhar jornais, revistas, artigos e sites voltados, principalmente à carreira. 
  • O estágio: é importante também para a vida profissional. Portanto, tirar proveito de tudo o que puder é uma boa forma de aprender, como, por exemplo: conhecer mais o dia a dia da profissão para assim alcançar melhor desempenho numa entrevista, da mesma forma, para quando estiver empregado.

E aí, gostou do conteúdo?

Se você quiser saber mais sobre os nossos conteúdos, entre em contato com a gente, seus comentários são muito importantes para nós. Da mesma forma, se quiser que a gente fale sobre algum assunto relacionado ao universo do trabalho e do estudo, é só deixar escrito nos comentários, será um prazer poder tirar suas dúvidas.

No nosso próximo post, vamos falar sobre as diferenças dos cursos superiores presenciais e Ead. Está a fim de saber? Então, é só ficar com a gente!

Até o próximo post!

Confira também: